- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

O Tricolor Carvoeiro entra em campo pela terceira vez “na hora da missa” neste Campeonato Catarinense. No domingo, às 10 horas, o time precisa bater o Tubarão, no clássico do Sul do Estado, para seguir mirando o título do segundo turno do estadual.

Para o confronto, o técnico Deivid promoverá o retorno do meia Alex Maranhão e do atacante Caio Rangel. Ambos estão recuperados de lesão – Caio, inclusive, jogou diante do Almirante Barroso, no último domingo – e substituem Douglas Dodi, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e Silvinho, lesionado.

O técnico Deivid reforçou a importância da vitória, principalmente por se tratar de um clássico regional. “É um jogo que tem muita rivalidade e muito importante para gente. Precisamos ganhar, pois temos possibilidade de ganhar o turno, dependendo dos jogos de Avaí, Joinville e Chapecoense, então, temos que fazer a nossa parte, independente do que acontecer. Temos que fazer nove pontos nestes três jogos e ir em busca disso”, enfatizou.

Defesa com melhor desempenho                         

Um dos grandes problemas do Tigre, no primeiro turno, foi o número de gols sofridos. Porém, nos últimos três jogos, o time levou só uma bola na rede. “Nós diminuímos muito os gols tomados e a gente está treinando muito a parte defensiva. A gente precisa ter equilíbrio: fazer e não tomar, assim, vamos conseguir o nosso objetivo de vencer os jogos e conquistar títulos, mas eu estou muito satisfeito com a parte defensiva”, ressaltou.

Time manterá a característica

A manutenção da posse de bola e o preenchimento de espaços seguirão dando a tônica de como o Tigre jogará contra o Tubarão, independente dos nomes que serão escalados. “A gente joga só com um volante. Tanto o Valdívia quanto o Ricardinho tem característica de meia, mas como eu falei: futebol não precisa ter muito marcador, tem é que preencher o espaço, senão, Cerezo, Falcão, Zico e Socrates não conseguiriam jogar juntos. Então, preenchendo espaço e tendo a bola no pé, você corre menos. Isso é muito importante, independente do sistema que você vai jogar, é o comportamento defensivo e ofensivo bem equilibrado”, destacou Deivid.

Capitão quer manter a boa fase

Para o goleiro Luiz, o Criciúma precisa sempre buscar a vitória, principalmente por se tratar de um clássico regional. “No primeiro turno, sofremos uma derrota lá que não esperávamos e a torcida também não, então, acho que agora temos que fazer um jogo firme e forte, como viemos fazendo, manter a sequência. Isso é importante: continuar a crescente. Estamos em uma fase boa e temos que manter”, disse.

Luiz - foto Fernando Ribeiro CECEle não se preocupa com Rentería e Rafael Ratão, os artilheiros do Peixe, e sim com a qualidade de jogo do Criciúma. “Estamos dentro da nossa casa, com o nosso torcedor, e temos que fazer um grande jogo e vencer. Jogando e se impondo, a bola do adversário não vai chegar. Dentro da nossa casa, não temos que deixar o adversário gostar da partida, claro que eles estão fazendo gol, mas isso não me preocupa, o que me preocupa é darmos uma sequência boa neste jogo de domingo”, destacou.

A possibilidade de conquista do returno é vista com dificuldade para Luiz, porém, ele acredita que, se o Criciúma fizer o papel dele, pode acontecer. “É uma possibilidade difícil, mas não impossível. Você fazendo a sua parte e o adversário tropeçando, a gente pode encostar, mas a gente vai estar sempre buscando os jogos anteriores para lamentar, então, a gente acaba pensando mais nisso. Temos que fazer o nosso papel, independente do que vai acontecer na última rodada, porque é a camisa do Criciúma que está em campo, ainda mais por ser um clássico contra o Tubarão e no primeiro turno eles nos venceram”, finalizou.

Campeonato Catarinense – Returno – 7ª Rodada

09/04 (domingo) – 10 horas – estádio Heriberto Hülse

CRICIÚMA

Luiz; Diogo Mateus, Raphael Silva, Diego Giaretta e Marlon; Barreto, Ricardinho, Caíque Valdívia e Alex Maranhão. Caio Rangel e Jheimy. Técnico: Deivid

TUBARÃO

Luiz Carlos; Marcos Vinicius, Lucas Costa, Gerson e Weriton; Liel, Paulo Vinícius, Ricardo Conceição e Daniel Costa; Rafael Ratão e Rentería. Técnico: Waguinho Dias

Arbitragem: Leandro Messina Perrone. Auxiliares: Carlos Berkenbrock e Thiago Americano Labes

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.