Bolsas: Unesc aceita proposta de pagamento da Prefeitura

Caso a Prefeitura não faça o pagamento, os acadêmicos continuarão como inadimplentes, mas as matrículas não serão afetadas

Foto: Divulgação/DN

- PUBLICIDADE -
Bruna Borges
Criciúma
 
A reitoria da Unesc aceitou a proposta feita pela Prefeitura de Criciúma para pagamento parcial da dívida referente às bolsas de estudos. De acordo com a pró-reitora de Administração e Finanças da Universidade, Kátia Sorato, quando a Prefeitura depositar para a Universidade o prometido, R$ de R$ 600 mil a R$ 700 mil, a situação dos 563 bolsistas será regularizada. “Caso a Prefeitura não cumpra, os acadêmicos continuarão como inadimplentes, mas as matrículas não serão afetadas. A reitoria decidiu que o bolsista poderá se matricular normalmente”, comenta Katia.
Neste mês, os boletos de mensalidade dos bolsistas vieram com o valor integral, sem o abatimento feito por conta das bolsas. Isto porque a Universidade diz ter chegado ao limite da espera, desde maio sem receber pagamento da Prefeitura. “Os alunos não devem pagar o boleto até que a negociação com a Prefeitura tenha desfecho. Se alguém pagou o valor integral, vamos ressarcir posteriormente”, acrescenta a pró-reitora.
Ainda segundo Kátia, a Prefeitura ficou de conseguir ainda mais que R$ 700 mil, já que a dívida passa de R$ 3,6 milhões.
O secretário da Fazenda, Cloir da Soller, explicou à reportagem nesta quarta-feira que a Universidade também tem dívida com o Município, referente à compra do prédio inacabado que abrigaria o Complexo Educacional Nereu Guidi.
-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.