Feriadões aparecerão em grande número em 2017

Ausentes em 2016, datas “esticadas” serão possíveis no próximo ano


- PUBLICIDADE -

Criciúma

O ano de 2016 foi considerado difícil e ruim pela maioria das pessoas. Um dos motivos foi a ausência dos chamados “feriadões” tão simpatizados por muitos. Em 2017, a história será diferente: sete feriados nacionais cairão em dias possíveis de “esticar”: Paixão de Cristo, Tiradentes, Dia do Trabalho, Corpus Christi, Independência do Brasil, Finados e Natal. Essas comemorações cairão em segunda, quinta ou sexta-feira.

- PUBLICIDADE -

Em Criciúma, serão dois feriadões em 2017: o primeiro será já na próxima sexta, dia 6 – aniversário da cidade. No dia 4 de dezembro, segunda-feira, quando é comemorado o dia de Santa Bárbara, padroeira dos mineiros, repete-se a dose.

 Lista dos feriados de 2017:

– 1º de janeiro (domingo): Confraternização Universal (feriado nacional)
– 6 de janeiro (sexta-feira): Aniversário de Criciúma (feriado municipal em Criciúma);
– 27 de fevereiro (segunda-feira): Carnaval (ponto facultativo);
– 28 de fevereiro (terça-feira): Carnaval (ponto facultativo);
– 1º de março, quarta-feira de Cinzas (ponto facultativo até as 14h);
– 14 de abril (sexta-feira): Paixão de Cristo (feriado nacional);
– 21 de abril (sexta-feira): Tiradentes (feriado nacional);
– 1º de maio (segunda-feira): Dia Mundial do Trabalho (feriado nacional);
– 15 de junho (quinta-feira): Corpus Christi (ponto facultativo);
– 7 de setembro (quinta-feira): Independência do Brasil (feriado nacional);
– 12 de outubro (quinta-feira): Nossa Senhora Aparecida (feriado nacional);
– 28 de outubro (sábado): Dia do Servidor Público (ponto facultativo);
– 2 de novembro (quinta-feira): Finados (feriado nacional);
– 15 de novembro (quarta-feira): Proclamação da República (feriado nacional);
– 4 de dezembro (segunda-feira): Dia de Santa Bárbara, padroeira dos mineiros (feriado municipal em Criciúma);
– 25 de dezembro (segunda-feira): Natal (feriado nacional)

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.