- PUBLICIDADE -

Brasília

O governador Raimundo Colombo participou, na tarde desta sexta, em Brasília, do ato de entrega da Ordem de Rio Branco e da Ordem de Mérito da Defesa aos cidadãos colombianos e ao prefeito de Chapecó, Luciano Bulligon. A cerimônia foi realizada pelo presidente Michel Temer, no Palácio do Planalto, e representa uma retribuição pela solidariedade, carinho e atenção dos colombianos na tragédia que envolveu o voo da Chapecoense, em Medellín, na Colômbia.

- PUBLICIDADE -

De acordo com Colombo, o ato dos colombianos foi extraordinário.“O que os lideres e todo o povo da Colômbia fizeram pelo Brasil, o socorro a todas as pessoas que foram vitimadas, a solidariedade presente – lotando estádio e demonstrando, sob aspecto humano, tem um valor extraordinário e conquistou nós brasileiros e todo o mundo”, disse o governador. “Hoje há esse reconhecimento, por parte do governo brasileiro, através da Medalha Rio Branco, dando o mérito a toda essa amizade e gesto de solidariedade humana que engrandeceu todo mundo e que é reconhecida de uma forma muito intensa por nós, sobretudo, os catarinenses”, finalizou.

O prefeito de Chapecó disse que o povo colombiano foi fraterno e merece a homenagem. “Para nós é um reconhecimento à Colômbia, à cidade de Medellin, ao estado da Antióquia, que nos deram todo o suporte, tiveram um sentimento de fraternidade, mas foram muito competentes em tudo o que fizeram. Então, as medalhas aqui oferecidas pelo presidente da república são, sem dúvida nenhuma, meritórias para toda a Colômbia. Nós estamos aqui para nos somar aos aplausos do Brasil e dizer que não há mais merecimento do que a Colômbia nesse momento”, enfatizou.

O representante da Colômbia foi Johan Alex Ramires, que ajudou no resgate dos corpos. Ele agradeceu ao convite. “Estou muito grato ao Brasil pelo convite, mas estou grato também ao governador da Antióquia que me chamou para representar todo o estado. Todo o Brasil é muito bonito e estou gostando de estar aqui”, declarou. Ramires lembrou que só queria ajudar as pessoas. “Eu não pensava em nada. Só queria ajudar as pessoas”, finalizou.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.