- PUBLICIDADE -

Jéssica Pereira

Içara

- PUBLICIDADE -

Os produtores de mel orgânico da região Sul têm muito a comemorar com a safra de 2016. Depois de quatro anos com números pouco representativos, o clima mais seco e a pouca incidência de chuva favoreceram para que a safra apresentasse números positivos.

De acordo com o presidente da Associação dos Apicultores de Içara e presidente da Associação Brasileira de Exportadores de Mel, Agenor Sartori Castanha, a colheita teve início em novembro e segue até janeiro, porém os números já são animadores. “No ano passado colhemos uma média de 4,5 quilos de mel por caixa. Este ano estão sendo colhidos de 20 a 25 quilos por caixa”, explica Agenor. “Além disso, o preço para a venda também está excelente. O quilo que em 2015 era vendido por R$ 7, R$ 8, hoje é comercializado por R$ 10, R$ 12”, complementa.

Atualmente a colheita do mel está sendo intensificada no planalto serrano e também no costão da serra. “Na região do litoral já foi toda realizada. Esse mel orgânico cultivado aqui é destinado especialmente à exportação. Os maiores consumidores são os países dos Estados Unidos e Canadá”, aponta Castanha.

Confira a reportagem completa na edição do Diário de Notícias desta segunda-feira.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Marciano Bortolin
Em: Içara

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.